Tarde demais



O fim da espera pela reciprocidade no amor



A autoria de hoje é do meu alter-ego depressivo e melancólico, aquela fase complicada da adolescência, sabe? Foi a época que mais me descobri pela escrita, onde liberei todos os meus sentimentos por meio da poesia. Espero que gostem. 

"Cansei de esperar
Por alguém
Que nunca
Irá me notar
Cansei de chorar
Por alguém
Que nunca
Irá me amar.
Afinal, minha vida
Não vai parar
Para esperar
Você decidir.
E nem acabar.
Se você me negar,
Eu vou seguir
O meu caminho
Seja ele com
Ou sem você
Pois eu sei
Que um dia
Você talvez
Irá me querer
E eu não
Vou poder
Porque encontrarei
Alguém que há
De merecer
O meu amor."

Poema de 2012, por Bella. 


Grande abraço, 

Leia Também

0 comentários

Facebook

Flickr Images